Resultado da luta entre Jon Jones x Cormier é alterado e título é devolvido a Cormier

By
Updated: setembro 16, 2017

Os bastidores da maior organização de MMA do mundo anda bastante agitado. Isso se deve ao fato de ter sido finalmente noticiado o resultado da contra-prova do exame antidoping de Jon ‘Bones’ Jones. De acordo com informações da ‘ESPN’ americana, o resultado emitido a priori pela USADA foi reconfirmado na contraprova.

 Daí em diante, cresceu a espectativa sobra a postura que iria ser adotado pela maior organização de MMA do mundo. Somente hoje (13) foi que o Ultimate emitiu um comunicado informando o novo resultado da luta principal da edição 214 do UFC e, que o título seria devolvido para Daniel Cormier, que havia sido nocauteado na noite de lutas.
– “O UFC foi informado nesta quarta-feira que o resultado da luta do UFC 214 entre Jon Jones e Daniel Cormier, em 29 de julho, foi revogado pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia. A decisão muda a vitória de Jones para um “no contest” após uma possível violação da Política Antidopagem decorrente de uma amostra coletada após a pesagem de Jones em 28 de julho de 2017.

Como esta foi uma luta pelo título, Cormier será reintegrado como campeão dos pesos-meio-pesados do UFC.” – Manifestou-se o UFC por meio de seu site oficial.

Daniel Cormier já havia comentado que queria o seu cinturão de volta, caso a acusação de violação aos termos da USADA fosse realmente confirmada, como contou em entrevista ao programa ‘MMA Hour’.

– O mais louco é que, na primeira vez, em 2015, vi muitas pessoas dizendo que eu tinha “recebido” o cinturão, quando, na verdade, eu o conquistei vencendo o Anthony Johnson. Agora, eu acho que mereço receber esse cinturão por tudo o que aconteceu. Sei que lutamos, mas, se ele não estava lutando de forma limpa, isso seria justo comigo? Se for provado que ele estava dopado, nem teríamos lutado, e eu continuaria sendo o campeão. Então, sim, vou receber o cinturão e serei um campeão orgulhoso. Agora, se ele for inocente, se estiver limpo, vou trabalhar e buscar uma maneira de lutar com ele, mais um vez, pelo cinturão – Disparou o atleta.

Essa é a segunda vez que Jones testa positivo para exames antidoping realizado pela USADA. Em 2016, ele foi flagrado por uso de hidroxiclomifeno e Letrozole, na véspera do UFC 200 e teve que deixar o card, na ocasião, foi suspenso por 12 meses e substituído por Anderson Silva, que foi escalado as pressas para salvar o evento.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *